EDITORIAL - BRÁULIO CUNHA: O HOMEM QUE AREZ JAMAIS ESQUECERÁ!

Bráulio dedicou sua vida inteira, de tantos esforços, de tanto trabalho, à sua família e ao povo amado de sua cidade. Construiu sua trajetória política com honradez, seriedade e compromisso com quem mais precisava: A população.



De tempos em tempos surgem na sociedade, especialmente no cenário político, lideres que nem mesmo a solidão dos dias difíceis ou a morte do corpo físico permite-nos esquecer.

Homens e mulheres que dedicam suas vidas ao bem estar do semelhante. Destacam-se pelas retóricas firmes, gestos inesquecíveis e correção de caráter que se torna exemplo para os que têm a honra de conviver, de aprender e de representar a memória que jamais morrerá.

Se alguém merece com total aplicação em exemplo de vida as palavras escritas por São Paulo à Timóteo: “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.” É, sem sombra de dúvidas o saudoso ex-prefeito do município de Arez, Bráulio Cunha.

Bráulio dedicou sua vida inteira, de tantos esforços, de tanto trabalho, à sua família e ao povo amado de sua cidade. Construiu sua trajetória política com honradez, seriedade e compromisso com quem mais precisava: A população. Dedicou seu empenho e sua habilidade de somar forças políticas e estatais ao desenvolvimento de sua terra, sem permitir jamais o desamparo a quem quer que seja.

Essa figura de liderança que se mostra pela coragem de enfrentar os problemas, vencer as dificuldades, caminhar sempre ao lado do semelhante, solidário, amigo, fiel a quem é e ao que representa, são atitudes facilmente atribuídas a este homem que Arez jamais esquecerá. Bráulio foi o amigo de todos. Foi o visionário que acreditou e que fez da sua administração de vida e fé a razão da acolhida fraternal aos que convalesciam sem assistência. De portas e braços abertos ao semelhante, por toda sua vida, tornou-se um homem de figura inesquecível.

Nunca fugiu à luta!

Lembro-me de encontra-lo em plena campanha eleitoral no ano de 2018 defendendo seus ideais. Já debilitado, porém convicto de que era necessário ecoar sua voz, como uma espada empunhada a defender as escolhas que representavam os interesses populares, reflexos de uma busca constante por mais qualidade de vida para seu povo.

O guerreiro tombou, mas sua alma subiu.

Quando a foice corta o galho, brota mais verde o botão. O fruto quando é colhido, dá força ao novo pendão. A terra quando é mexida, deixa mais fecundo o chão. E, o povo que perde o líder, cresce mais na união. Cada mulher cidadã, cada homem cidadão, será mais um Bráulio cumprindo sua missão. Cada um dê sua força, dê seu jeito e sua mão, pois Bráulio está vivo nas ideias e na ação. Bráulio, em nossa mente, estará sempre presente como um futuro, presente, batendo no coração.

Eis o homem que Arez jamais esquecerá!

Rudimar Ramon Jornalista



ASSEMBLEIA LEGISLATIVA - DOE SANGUE

Buscar

Siga-nos

Enquetes

Nenhuma enquete encontrada.

Vídeos

Galeria

Áudios

Parceiros

Publicidades

Contato


rudimarramon@gmail.com

Desenvolvimento

www.aksoftware.com.br