NATAL É A ÚNICA CAPITAL DO NORDESTE QUE NÃO AVANÇOU NA VACINAÇÃO CONTRA COVID EM PESSOAS SEM COMORBIDADES

Capital potiguar estacionou na faixa etária dos 60 anos, enquanto outras cidades Nordestinas já vacinam pessoas com 41 anos de idade.



Vacinação em Natal — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal

Natal é a única capital do Nordeste que ainda não começou a vacinação de pessoas do público geral, que não faz parte das prioridades, até esta segunda-feira (7), segundo levantamento do G1.

O público é composto por pessoas pessoas com menos de 60 anos e que não fazem parte de nenhum grupo prioritário previsto no Plano Nacional de Imunização.

Segunda maior cidade do estado, Mossoró começou o processo de imunização da população geral com 55 anos ou mais neste domingo (6).

Já a capital potiguar ficou estacionada na vacinação de pessoas com 60 anos e outros grupos prioritários.

Em todos os outros estados da região Nordeste, as capitais já iniciaram a imunização de pessoas com 59 anos ou até menos idade. Em São Luis, que recebeu reforço de vacinas por causa da variante indiana, a imunização ocorre para pessoas acima dos 41 anos de idade.

Vacinação do público geral nas capitais do Nordeste

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Natal, a capital não começou a vacinação do público geral por causa de uma decisão judicial pedida pelo Ministério Público. Segundo a pasta, a medida determina que o município siga rigorosamente o Plano Nacional de Imunização.

A nota técnica nº 717/2021 do Ministério da Saúde, publicada no final de maio, orientou aos estados que a vacinação do público geral pode ser iniciada após a vacinação dos trabalhadores da educação "de maneira concomitante" e escalonada com os trabalhadores dos serviços essenciais.

Por outro lado, estados e municípios que não apresentam demanda ou tenham demanda diminuída para vacinação dos grupos com maior vulnerabilidade e trabalhadores de educação, podem "pactuar em Comissão Intergestores Biparte a adoção imediata da estratégia de vacinação segundo a faixa etária em ordem decrescente de idade".

A comissão bipartite é composta pela Secretaria Estadual de Saúde e secretarias municipais. Procurada pelo G1, Sesap afirmou que os secretários decidiram, na última semana, não iniciar a vacinação desse grupo simultaneamente aos trabalhadores da Educação, portos, segurança, aeroportos e as categorias que estão sendo vacinadas.

"Aqui no estado a gente ainda não fez essa pactuação. é provável que a gente faça essa pactuação nos próximos dias e que assim inicie essa vacinação de forma decrescente, independente de se ter ou não alguma doença associada", afirmou Kelly Maia, coordenadora da Vigilância em Saúde do RN.

A Sesap ainda confirmou que Mossoró está descumprindo a pactuação bipartite, no estado.

A assessoria da Secretaria de Saúde de Mossoró confirmou que o município começou a imunização do público geral por causa da baixa procura nos mais de 50 postos de vacinação no município. De acordo com a pasta, haviam mais de 8 mil doses disponíveis, sem contar as armazenadas para segunda aplicação.



RN + VACINA

Buscar

Siga-nos

Enquetes

Nenhuma enquete encontrada.

Vídeos

Galeria

Áudios

Parceiros

Publicidades

Contato


rudimarramon@gmail.com

Desenvolvimento

www.aksoftware.com.br