ATAQUES DO IRÃ A ISRAEL PODEM IMPACTAR ECONOMIA E AUMENTAR VALOR DA GASOLINA NO BRASIL



Diante dos ataques do Irã a Israel e a escalada de tensão no Oriente Médio que ocorreu desde sábado (14), o mercado internacional inicia uma movimentação para precificar os impactos econômicos do impasse geopolítico. De acordo com as avaliações dos especialistas, é possível que as ações possam trazer prejuízos para a economia brasileira.

Para analistas do mercado financeiro e economistas ouvidos pelo Estadão, o recente ataque iraniano pode trazer novas pressões inflacionárias a setores como o de petróleo, atrasar o ritmo de queda dos juros nos Estados Unidos e até impactar a trajetória de queda da Selic no Brasil.

O economista Armando Castelar, pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre), lembra que o incidente entre os dois países já era algo aventado pelo mercado, o que impactou diretamente o preço do barril de petróleo e também no aumento à aversão ao risco por parte do investidor internacional. Ele explica que a situação afeta diretamente as economias emergentes, como no caso do Brasil, uma vez que os investimentos estrangeiros acabam migrando para ativos de maior segurança, como os títulos de divida norte-americana.

O especialista comenta que a expectativa é de que sem novos ataques e com o arrefecer da tensão entre as duas nações, a pressão inflacionária vista nos últimos dias tende a cair no curto prazo. “A experiência sugere que se a tensão for controlada, essa pressão deve ser controlada, deva ser um efeito transitório, como já aconteceu no passado recente”, avalia.

Ainda segundo pondera Castelar, o ambiente externo incerto é mais um ingrediente para que o Banco Central Brasileiro seja cauteloso nas futuras reduções da Selic no País.

Publicidade

Compartilhe

Veja Mais

A DEZ DIAS DO FIM DO PRAZO, MAIS DE 140 MIL POTIGUARES AINDA NÃO DECLARARAM O IMPOSTO DE RENDA
MERCOSUL AUMENTOU O PREÇO DO ARROZ EM ATÉ 30% APÓS BRASIL ANUNCIAR LEILÃO PARA COMPRAR O CEREAL, DIZ MINISTRO DA AGRICULTURA
IMPOSTO SELETIVO APROVADO NA REFORMA TRIBUTÁRIA SERÁ TEMA NO 8º CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE AUDITORES FISCAIS, EM NATAL
SÃO JOSÉ DE MIPIBU FOI A 4ª CIDADE DO RIO GRANDE DO NORTE QUE MAIS GEROU EMPREGOS EM 2024
MAIS UMA VEZ, CEARÁ-MIRIM ANTECIPA PAGAMENTO DE SALÁRIOS DE SERVIDORES

Comentários (0)

Deixe seu comentário