‘CÃO TERAPEUTA’ VISITA PACIENTES EM CUIDADOS PALIATIVOS EM HOSPITAL DE NATAL: ‘SÓ TRAZ ENERGIA BOA’



Pacientes em cuidados paliativos no Hospital Universitário Onofre Lopes, em Natal, receberam nesta quarta-feira (12) a visita de um “cão terapeuta”, a cadela Shai, da raça Samoieda. A atividade é uma ação de terapia assistida por animais e ocorre quinzenalmente na unidade de saúde.

Segundo a equipe do hospital, a visita da cadela a diferentes setores causa melhora da saúde física e emocional das pessoas que estão doentes.

Caso do paciente Manoel Mariano, que disse que ficou muito feliz com a visita da Shai.

Segundo o médico Juliano Silveira de Araújo, da Divisão de Gestão do Cuidado, a terapia com pets já tem uma validação científica e traz benefícios ao paciente internado.

A atividade aqui iniciou há cerca de dois ou três meses atrás. A gente tem toda uma preparação, da chegada do animal até toda a seleção dos casos com a devida autorização, e a gente tem tido um sucesso muito bom, porque o Shai tem contagiado toda a equipe, os pacientes e familiares aqui no hospital”, explicou.

De acordo com o profissional, antes das visitas, o animal passa pela avaliação de um médico-veterinário e de uma equipe da unidade, que analisa quais pacientes podem receber esse tipo de ação.

Pacientes que estão imunossuprimidos, que estão em tratamento oncológico, muitas vezes em situações de isolamento, podem ter um contato mais distante, respeitando o isolamento, mas de uma forma geral é um tipo de terapia que é segura e está ao alcance dos setores de pediatria, UTI e enfermaria”, assegurou.

Roseane Patrícia da Cruz, que acompanhava uma irmã na unidade, também ficou encantada com a Shai.

Eu acho uma coisa muito importante, até porque tem pacientes que estão há muito tempo aqui. Estou com minha irmã, não sei quando a gente vai embora e achei muito interessante. É importante para gente. Achei lindo”, disse.

Enfermeira e chefe da Unidade de Vigilância em Saúde do Huol, Bruna Giane Saidelles Machado considera que a visita dos animais humaniza o ambiente hospitalar.

Apesar da visita ser direcionada aos pacientes em cuidados paliativos, outros pacientes e profissionais de saúde também se beneficiam da prática. A visita é acompanhada pela tutora do animal, além de um profissional do serviço de controle de infecção do hospital para garantir as práticas de biossegurança.

Já realizamos duas visitas anteriormente, com depoimentos emocionantes. A mãe de uma das crianças visitadas, emocionada, relatou que há dias tentava fazer com que o filho levantasse da cama, sem êxito. No dia da visita de Shai, a criança não só levantou como acompanhou o pet pelo corredor”, afirmou.

O hospital é ligado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Publicidade

Compartilhe

Veja Mais

SESAP AUMENTA VIGILÂNCIA PARA FEBRE DO OROPOUCHE NO RN
HIV: CIENTISTAS ANUNCIAM 7º PACIENTE CURADO APÓS TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA CUJO DOADOR ERA RESISTENTE AO VÍRUS
JOE BIDEN É DIAGNOSTICADO COM COVID-19 E CANCELA DISCURSO EM LAS VEGAS
APÓS UM ANO, VÍTIMA DE EXPLOSÃO DE CARRO DURANTE ABASTECIMENTO DE COMBUSTÍVEL TEM ALTA DE HOSPITAL
EXAMES GRATUITOS DE MAMOGRAFIA SÃO REALIZADOS EM UBS DO TIROL NESTA SEMANA

Comentários (0)

Deixe seu comentário