NÍVEL DO LAGO GUAÍBA FICA ABAIXO DOS 4 METROS PELA PRIMEIRA VEZ EM 20 DIAS



O nível do Guaíba na altura do Cais Mauá, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, está abaixo dos 4 metros pela primeira vez desde o dia 3 de maio. Na manhã desta quarta-feira, 22, às 5h o lago atingiu a cota de 3,93 metros, mas ainda é uma preocupação, pois segue acima do patamar de inundação, que é de 3 metros.

A última vez que houve um registro abaixo de 4 metros foi no dia 2 de maio às 23h15 com 3,69 metros, segundo registros da Rede Hidrometeorológica Nacional, da Agência Nacional de Águas (Ana). De acordo com o Metsul, o nível máximo ocorreu no dia 5 de maio com 5,35 metros. A marca afetou diferentes bairros, com efeitos para o comércio, moradias, indústria da capital. O número de mortos no Estado gaúcho já passa de 160.

Apesar da tendência para se manter em redução nesta quarta-feira, podendo atingir a marca de 3,70 metros no final do dia, a previsão de temporais desta semana, principalmente para sexta-feira, 24, com previsão de chuva generalizada em todo o território gaúcho, conforme o Climatempo, pode fazer com que o nível suba novamente.

A Defesa Civil do Estado alertou na terça-feira, 21, que os níveis do Rio Jacuí, Sinos e Gravataí seguem elevados. A área mais crítica é na região da costa doce e as margens da Laguna dos Patos. Com isto, é esperado que haja extravasamento de rios menores, arroios e córregos onde a chuva for mais intensa e elevação dos rios principais, causando alagamentos.

A indicação é de que moradores de regiões ribeirinhas ou próximo de locais com histórico de alagamento se direcione para um lugar seguro e consulte informações específicas com a defesa civil do município.

Publicidade

Compartilhe

Veja Mais

ADOLESCENTE GRÁVIDA É ATINGIDA POR TIRO E BALA FICA ALOJADA NA PERNA DO BEBÊ
CAMINHÕES FICAM ATOLADOS NA AV. OLAVO MONTENEGRO NESTA SEGUNDA
PRF REALIZA SEGUNDO LEILÃO DE VEÍCULOS RETIDOS EM 2024 NO RN
COMISSÃO DO SENADO DEVE VOTAR PL QUE PADRONIZA PASSE LIVRE ESTUDANTIL NESTA TERÇA-FEIRA
EMPRESA É ACUSADA DE DESVIAR R$ 2,5 MI DE MEDICAMENTOS CONTRA CÂNCER

Comentários (0)

Deixe seu comentário