RN RECEBERÁ DOSES DA VACINA CONTRA DENGUE; VEJA MUNICÍPIOS CONTEMPLADOS



O Ministério da Saúde (MS) anunciou, na última quarta-feira (27), que 19 municípios do Rio Grande do Norte deverão receber doses da vacina contra a dengue. Os locais integram uma lista de 154 novas cidades contempladas com o imunizante. A previsão é que na próxima semana, as doses distribuídas comecem a ser utilizadas, a depender do processo de remanejamento próprio de cada localidade.

De acordo com o Ministério da Saúde, o imunizante é destinado a pessoas de 10 a 14 anos, público que concentra a maior proporção de hospitalização pela doença. O esquema vacinal é composto por duas doses com intervalo de três meses entre elas.

Há 668 mil doses próximas do vencimento, previsto para 30 de abril: 523 mil em junho; e 84 mil em julho. Durante entrevista a jornalistas, na quarta-feira passada, o diretor do Departamento do Programa Nacional de Imunização (DPNI), Eder Gatti, explicou o esquema de ampliação de municípios contemplados.

Não podemos deixar essas doses vencerem. Diante disso, o Ministério trouxe uma solução: redistribuir, dentro das unidades federadas, ou seja, dentro dos estados, para municípios que ainda não foram contemplados”, disse.

De acordo com o Ministério da Saúde, o remanejamento das doses próximas do vencimento para municípios dentro dos próprios estados será detalhado em nota técnica. Mato Grosso do Sul não fará parte da redistribuição, pois todos os municípios do estado foram contemplados inicialmente. É também o caso do Distrito Federal – a unidade federativa que abriga a capital federal não possui municípios. O Amapá foi selecionado para receber as doses que sobraram dessas unidades federativas, considerando a situação epidemiológica do estado.

Mais doses

O ministério recebeu nova remessa de doses contra a doença. Ao todo, 930 mil doses serão distribuídas para os 521 municípios inicialmente selecionados e para os 154 agora contemplados com a ampliação.

Enviaremos uma parte dessas doses para repor as que foram remanejadas em municípios inicialmente contemplados. Assim, garantiremos a continuidade da vacinação em locais com dose por vencer agora e que vão redistribuir. Nós também vamos garantir doses para aqueles municípios que estão vacinando bem, para que eles continuem a estratégia de vacinação”, disse Eder Gatti.

A pasta reforça que as vacinas são um importante instrumento para frear o avanço da dengue no país. No entanto, diante da pouca oferta de doses por parte da fabricante, o foco segue na eliminação dos criadouros do mosquito.

Cenário epidemiológico

De acordo com o Ministério da Saúde, até a última quarta-feira (27), o Brasil registra 2,3 milhões de casos prováveis de dengue e 831 mortes. Foram publicados 407 decretos municipais e 11 estaduais de emergência por causa da enfermidade.

A letalidade de óbito sobre o total de casos prováveis está em 0,04% entre a Semana Epidemiológica 1 a 12 deste ano ante 0,07% do mesmo período de 2023. Quanto à letalidade de óbito sobre o total de casos graves, o percentual está em 3,99% frente 5,28% no mesmo período do ano passado. Os índices, portanto, indicam redução na taxa de letalidade pela doença.

Procurada pela reportagem da TRIBUNA DO NORTE, a Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap) informou, nesta quinta-feira, que aguarda a nota técnica do Ministério da Saúde.

Confira lista de locais beneficiados no RN:

Natal
Parnamirim
Extremoz
São Gonçalo do Amarante
Macaíba
Mossoró
Baraúna
Apodi
Upanema
Tibau
Governador Dix-Sept Rosado
Felipe Guerra
Caraúbas
Serra do Mel
Areia Branca
Messias Targino
Grossos
Janduís
Augusto Severo

Publicidade

Compartilhe

Veja Mais

NOVA TECNOLOGIA DA UFRN PROMETE MELHORAR TRATAMENTO PARA ESQUIZOFRENIA
PARNAMIRIM AMPLIA PÚBLICO-ALVO DA VACINA CONTRA A DENGUE
MINISTÉRIO DA SAÚDE AMPLIA PÚBLICO-ALVO DA VACINA CONTRA A DENGUE
TESTE PARA HTLV PASSA A SER INDICADO PARA GESTANTES DURANTE PRÉ-NATAL
PARNAMIRIM ABRE INSCRIÇÕES PARA PROCESSO SELETIVO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Comentários (0)

Deixe seu comentário