SEGURANÇA PÚBLICA E ALAGAMENTOS EM NATAL PAUTAM HORÁRIO DOS LÍDERES NA ALRN



As questões relacionadas à segurança pública, situação de alagamento de alguns bairros de Natal e dos agentes socioeducativos pautaram os discursos dos parlamentares durante a sessão plenária desta terça-feira (21), no horário destinado aos líderes, utilizado pelos deputados estaduais Coronel Azevedo (PL), Eudiane Macedo (PV), Cristiane Dantas (SDD) e Adjuto Dias (MDB).

Primeiro líder a se pronunciar, o deputado Coronel Azevedo (PL) criticou a soltura de milhares de presos através de audiência de custódia. “Os agentes de segurança pública tem travado uma luta diária, uma verdadeira guerra contra o crime em proteção às pessoas que vivem conforme as regras de convivência”, disse.

O parlamentar disse que é um absurdo a medida que permitiu a soltura de milhares de presos, desde que foi implementada no País. “Não aguentamos ver tanto assalto, roubo e um percentual ínfimo de presos. Enquanto a polícia prende, o ministro festeja a soltura de bandido”, lamentou.

A deputada Eudiane Macedo (PV) voltou a cobrar soluções para os moradores que residem próximo às lagoas de captação. “As lagoas estão transbordando, todos os anos acontece o mesmo, principalmente em relação à zona norte. Devido à falta de manutenção adequada, limpeza, remoção dos lixos e funcionamento adequado das bombas”, elencou.

A parlamentar afirmou que os moradores vivem momentos de tensão devido ao transbordamento de três lagoas, causando prejuízos. “Eles perdem tudo e são obrigados a sair das suas casas e recorrer a abrigos. Os moradores do José Sarney, Santarém e Panatis não querem paliativos, mas algo definitivo”, disse.

SOCIOEDUCADORES - Eudiane Macedo defendeu melhores condições de trabalho para os agentes socioeducativos. “Temos 250 agentes que necessitam de mais qualidade de vida e de trabalho, além da valorização profissional”, afirmou.

A deputada Cristiane Dantas (SDD) reforçou a defesa dos agentes socioeducativos. “Eu me somo à luta desses profissionais que trazem suas reivindicações, como reajuste, plano de carreira e visibilidade, mostrando que é um trabalho de alto risco e altamente perigoso, junto a menores infratores”, afirmou.

Cristiane informou que atualmente 22 adolescentes são acusados de homicídio e os agentes se vêem em situação de risco “As pessoas vão trabalhar e não sabem se voltam para casa, diante das ameaças, agressões e pressão psicológica. Tivemos o caso de um agente de Currais Novos que sofreu tentativa de homicídio dentro da sua casa, na frente da família”, lamentou.

O apoio às reivindicações dos agentes socioeducativos também foi externado pelo deputado Adjuto Dias (MDB). “Além da natureza da atividade, que já expõe esses profissionais a um risco considerável, temos que pontuar a questão das dificuldades relativas à falta de condições de trabalho. Trata-se de uma atividade de risco, porque os agentes são os responsáveis pela manutenção da disciplina e relatam problemas de saúde e problemas psicológicos”, afirmou.

REVIVER - Cristiane Dantas encerrou seu discurso enaltecendo o trabalho do Grupo Reviver, que realizou mutirão de mamografias nas comunidades. “Foram cerca de 140 mamografias nas comunidades Bosque das Colinas e Laranjeiras do Abdias. E dia primeiro nas comunidades do Arenã e Mendes, uma ação muito bem organizada pelas UBS, que fizeram o levantamento das mulheres que precisavam do exame”, pontuou.

Através de emendar parlamentar de Cristiane, um mamógrafo foi adquirido para o município de São José de Mipibu. “Hoje a cidade não tem fila de espera para mamografias e essa prevenção é fundamental”, finalizou.

Publicidade

Compartilhe

Veja Mais

“DISSERAM QUE NATAL NÃO ERA COMO O RIO DE JANEIRO”, DIZ TURISTA APÓS SER ASSALTADA EM PRAIA DE NATAL
FUGITIVOS DE MOSSORÓ ESTÃO FERIDOS E ACUADOS. BUSCAS CHEGAM AO 22º DIA
BUSCAS EM MOSSORÓ NÃO AVANÇAM E PF E PRF ENVIAM SEUS GRUPOS DE ELITE
OPERAÇÃO “FALLOW THE CLUES” PRENDE 3 SUSPEITOS EM CEARÁ-MIRIM
RECURSOS PARA A SEGURANÇA NÃO CHEGAM AO RN

Comentários (0)

Deixe seu comentário